Fechar

Choose language and region

Close

Forgot password

Close

Welcome to FlySAA

You are logged in as:

Close

Welcome to FlySAA

Clique aqui para reservar mais de 9 pessoas.
Preencha todas as seções abaixo
Devolver o veículo em outra agência
HoraData de retirada
HoraData de devolução
País de residênciaIdade
Redefinir

Perguntas frequentes

A seção Perguntas frequentes destina-se a responder perguntas comuns sobre o Climate Change and Carbon Offsetting Programme (programa de mudanças climáticas e compensação de carbono).

 

 

Mudanças climáticas e Compensação de carbono

  • Qual o dano ambiental causado por voar?

O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), vencedor do Prêmio Nobel, indica que a aviação contribui com aproximadamente 2% das emissões de dióxido de carbono (CO2) produzidas pelo homem. No entanto, evidências sugerem que emissões de gases diferentes do CO2 produzidas por aeronaves em grandes atitudes também podem ter impacto sobre o aquecimento global. Existem pesquisas em andamento para investigar as complexas reações químicas e físicas que ocorrem na atmosfera superior.
 

  • O que é compensação de carbono?

A mudança climática é uma das maiores ameaças que enfrentamos. Atividades diárias, como dirigir um carro e voar, consomem energia e produzem emissões de gases do efeito estufa, especialmente o dióxido de carbono (CO2) - que contribui com as mudanças climáticas. Governos, empresas e cidadãos são responsáveis por reduzir as emissões de carbono criadas por eles. É possível compensar suas emissões pagando a alguém para fazer uma economia de gases do efeito estufa equivalente. Isso é conhecido como "compensação de carbono", e inclui o investimento em projetos como a energia renovável de fazendas eólicas e usinas hidrelétricas. Cada vez mais pessoas e empresas se voluntariam para compensar suas emissões. A compensação não é uma "solução" para as mudanças climáticas, já que a forma mais eficaz de combatê-las é reduzir nossas emissões. No entanto, se feita da maneira certa, a compensação pode reduzir o impacto de nossas ações e ajudar na conscientização sobre o problema.
 

  • O que é compensação de carbono para a aviação?

Passageiros podem compensar as emissões produzidas em seus voos. O princípio é o de que as emissões de cada voo são divididas entre os passageiros. Cada passageiro pode, então, pagar para compensar as emissões produzidas por sua parte das emissões do voo. Os passageiros podem compensar suas emissões investindo em projetos de redução de carbono que geram créditos de carbono.
 

  • O que são créditos de carbono?

Passageiros podem adquirir créditos de carbono gerados por projetos certificados de energia renovável e eficiência em energia de países em desenvolvimento com reduções de gases do efeito estufa comprovadas. Um crédito de carbono é uma concessão que representa uma tonelada de dióxido de carbono (CO2) que tenha sido retirada da atmosfera ou cuja produção tenha sido evitada. Esses créditos de carbono são "cancelados" em um registro oficial para garantir que eles não sejam vendidos ou usados novamente. Créditos de carbono criam um mercado para a redução de emissões de gases do efeito estufa dando valor monetário ao custo de poluir o ar. Existem dois tipos principais de créditos de carbono: reduções de emissão certificadas (CERs), que são apoiadas pela ONU, e reduções de emissão voluntárias (VERs). VERs são apoiadas por padrões de qualidade reconhecidos, como o Voluntary Carbon Standard (VCS) e o Gold Standard. VERs têm um papel importante em projetos de emissão com grandes benefícios para o desenvolvimento sustentável. Projetos de redução de emissões de carbono têm uma vida limitada, e a South African Airways reserva-se o direito de investir em projetos com benefícios ambientais e sociais semelhantes caso não haja mais créditos disponíveis no projeto original.
 

  •  Qual é o papel da compensação de carbono?

A compensação de carbono deve ser considerada uma das diversas ferramentas que uma pessoa ou organização pode usar para reduzir as emissões de gases do efeito estufa. Outros métodos incluem escolher opções de energia renovável, melhorar a eficiência de energia em casa e no trabalho, ir de bicicleta para o trabalho, reciclar e economizar energia apagando as luzes e diminuindo o aquecimento ou o ar-condicionado. Mais informações sobre iniciativas para a redução de gases do efeito estufa podem ser encontradas em:  www.flysaa.com
 

  •  A compensação das emissões de carbono do meu voo é obrigatória?

Não, ela é inteiramente voluntária. Como passageiro, você é livre para compensar por qualquer um ou nenhum de seus voos.
 

Voltar ao início

 

Cálculos de carbono

 

  • Como é calculado o volume de emissões de um voo?

A combustão de 1 quilograma (kg) de combustível de jato em um motor de aeronave produz 3,15 kg de dióxido de carbono (CO2). No entanto, o volume liberado por voo baseia-se em uma série de fatores, como eficiência e manutenção da aeronave, distância percorrida, peso transportado (passageiros e carga) e condições climáticas. Embora existam diversas formas de calcular as emissões de carbono de um voo, a South African Airways utiliza uma metodologia desenvolvida pela Organização de Aviação Civil Internacional (ICAO) da ONU. A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) desenvolveu ainda mais este conceito, criando uma ferramenta que permite que as companhias aéreas usem seus próprios dados verificados de queima de combustível, peso de passageiros e carga, configuração de assentos e fatores de carga. Isso gera o cálculo mais preciso das emissões de CO2 por passageiro já desenvolvido.

 

  • A calculadora de carbono da IATA foi endossada de maneira independente?

Sim, o Quality Assurance Scheme (QAS, plano de garantia de qualidade), uma organização independente sem fins lucrativos, revisou e aprovou a metodologia e a entrada de dados da companhia aérea. Uma vez por ano, uma companhia aérea parceira do Programa de Compensação da IATA é submetida a uma auditoria independente realizada pelo QAS para assegurar uma entrada de dados válida e a conformidade com a metodologia aprovada.

  • Com que frequência os dados da calculadora de carbono são atualizados?

Eles são atualizados anualmente, mas se uma nova aeronave for adicionada à frota ou se houver uma nova rota, eles serão atualizados com mais frequência. O Corpo de aprovação do Programa de Compensação do QAS indica que, para uma nova rota, a companhia aérea pode inferir as emissões de carbono de rotas semelhantes (tipos de aeronave e distância) ou esperar a coleta de informações específicas da rota por um período de um ano. A South African Airways decidiu não oferecer compensações a passageiros de novas rotas até que os dados tenham sido coletados e aprovados.

  • Como a carga transportada em uma aeronave é considerada ao calcular a parte dos passageiros nas emissões de uma rota?

Como parte do método de cálculo, a ferramenta da IATA subtrai as emissões ligadas à carga que pode ser transportada em um voo de passageiros para que somente as emissões atribuíveis aos passageiros sejam utilizadas.

  • Por que as emissões são maiores se viajo em uma classe premium (executiva ou primeira)?

As configurações de assentos das classes premium ocupam mais espaço e peso em uma aeronave que os assentos da classe econômica. Com base nas recomendações da ICAO, estima-se que as emissões associadas à viagem em classes premium sejam o dobro das emissões da classe econômica.  

  • Como o tipo da aeronave é considerado na metodologia da calculadora de carbono?

Aeronaves diferentes têm características diferentes (eficiência de combustível, configurações de assentos, etc.) e, para as rotas nas quais dois ou mais tipos de aeronaves são usados, as médias ponderadas são consideradas.

 

  • Como são calculadas as emissões de viagens realizadas com diversos voos?

As emissões de cada trecho do percurso são calculadas e somadas, fornecendo a emissão total de dióxido de carbono (CO2) da viagem.

 

  • A calculadora de carbono da IATA considera o impacto de gases que não sejam o CO2 em altitude?

Pesquisas do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), vencedor do Prêmio Nobel, indicam que gases que não sejam o dióxido de carbono (CO2), como vapor de água (trilhas de condensação) e óxidos de nitrogênio (NOx), liberados em altitude por aeronaves têm impactos indefinidos, porém adicionais às emissões de CO2 no aquecimento global. Quando a comunidade científica internacional entrar em acordo quanto aos fatores de emissão de gases que não sejam o CO2 liberados por aeronaves e a ONU endossar o acordo, a calculadora de carbono da IATA será atualizada.

Voltar ao início

 

Informações financeiras

  • A companhia aérea cobra uma taxa de administração ou remarca preços com base no preço da compensação?

Diferente de vários outros programas de compensação, a South African Airways não cobra taxa de administração nem remarca preços com base no preço de compensação pago pelo passageiro. A South African Airways reconhece que os passageiros fazem uma doação voluntária para melhorar o meio ambiente e, portanto, a companhia aérea não deve obter lucros sobre tais contribuições. Todos os custos de administração envolvidos no programa, incluindo o redesenvolvimento do website, a coleta de dados de emissão de carbono e administração são arcados pela companhia aérea.

 

  • Por que diferentes fornecedores de compensação oferecem preços diferentes para as mesmas emissões?

O preço das compensações de carbono está relacionado a dois fatores principais: condições do mercado e qualidade. O carbono é uma commodity, então, quando a demanda é alta, durante períodos de forte crescimento econômico, os preços da compensação sobem, e vice-versa. Para garantir uma forte participação dos passageiros, o programa de compensação da South African Airways só investe em compensações da maior qualidade, fornecidos e independentemente verificados pela ONU.

 

  • Por que o preço da compensação pela mesma viagem pode mudar com o tempo?

Os créditos de carbono são uma commodity comerciável e, portanto, o preço por tonelada reflete o custo da data em que os créditos foram comprados. Os preços de créditos de carbono mudam devido às condições do mercado e estão sujeitos às flutuações de taxas de câmbio. A South African Airways tentará garantir que tais mudanças de preço sejam mínimas.

 

  • Posso ser reembolsado se eu comprar uma compensação mas, posteriormente, não embarcar no voo?

Não. A compra de uma compensação por um passageiro é considerada uma doação beneficente e, portanto, se um passageiro paga por uma compensação, mas não viaja, a compensação deve ser "transportada" para um voo subsequente, e então uma nova compensação não será comprada.

Voltar ao início

 

Aprovação do programa de compensação

  • O programa de compensação foi aprovado por um órgão independente?

O programa de compensação da South African Airways foi aprovado pelo QAS (Quality Assurance Scheme, ou plano de garantia de qualidade), uma organização independente que certifica programas de compensação voluntária na aviação. O programa provou que atende aos requisitos do plano, incluindo integridade ambiental, metodologia de cálculo de emissões, definição de preços clara e transparente, material de marketing e informações para o cliente precisas. Além disso, o programa de compensação da South African Airways tem licença para utilizar a Marca Quality de compensação aprovada.  

 

  • Por que a SAA não tem nenhum projeto Sul-africano?

A SAA comprometeu-se com a IATA para comprar créditos de carbono de determinada qualidade. A IATA não conseguiu implantar projetos na África do Sul que pudessem oferecer esses créditos de carbono devido a uma falta de projetos registrados na África do Sul e a uma carência de suprimento nos poucos projetos registrados no mercado sul-africano.

Voltar ao início

 

S